Portal‎ > ‎Notícias da Rede‎ > ‎

Centros e Institutos de Juventude se reúnem no Sul no XII Encontro da Rede Brasileira

"Minha jangada vai sair para o mar, vou trabalhar, meu bem-querer. Se Deus quiser, quando eu voltar do mar, um peixe bom, eu vou trazer. Meus companheiros também vão voltar e ao Deus do céu vamos agradecer".

A Rede Brasileira de Centros e Institutos de Juventude iniciou hoje, 12/09, seu XII Encontro, com o tema Partilhando vida e construindo história, em São Leopoldo/RS. Os Encontros da Rede Brasileira são bianuais e este ano tem como objetivo retomar a caminhada dos Centros e Institutos, refletindo a missão e potencializando os projetos comuns. Além disso, o Encontro pretende: 1. Resgatar a memória; 2. Aprofundar os projetos comuns; 3. Analisar a realidade juvenil; 4. Partilhar a sustentabilidade dos Centros e Institutos; 5. Discutir a viabilidade da Rede.

Todos os Centros que compõem a Rede estão representados no Encontro: Centro de Juventude Anchietanum, Casa da Juventude Pe. Burnier, Centro de Capacitação da Juventude, Centros Maristas de Juventude, Instituto de Formação Juvenil, Instituto Pastoral da Juventude Leste 2, Instituto de Pastoral da Juventude RS, Instituto Paulista de Juventude e Trilha Cidadã. Além disso, participam como convidados: Pastoral da Juventude, Instituto de Juventude Contemporânea, Instituto Vida e Juventude, Instituto Espaço da Juventude, Casa da Juventude do Paraná, Pastoral de Juventude Marista, Setor Juventude da CNBB.

No primeiro dia de Encontro, os representantes dos Centros se apresentaram e se acolheram mutuamente para, logo depois, fazer o resgate histórico da caminhada de 21 anos de articulação da Rede Brasileira.

A ideia de constituição da Rede surgiu a partir do diálogo entre assessores, em julho de 1989, no 3º Seminário Nacional de Assessores, realizado em Lavrinhas, SP, como a possibilidade um "espaço" em que os Centros e Institutos pudessem trocar experiências, estudar suas identidades, discutir projetos e ações comuns e os desafios das Pastorais da Juventude.

Esse resgate histórico possibilitou revisitar as finalidades e orientações da Rede. Possibilitou ainda recordar o nome das pessoas que fazem (ou fizeram) parte da história dessa articulação dos Centros e Institutos de Juventude: Carmem Lúcia, Pe. Boran, Pe. Onivaldo, Pe. Hilário, Nice, Wilma, Geraldo, Rezende, Pe. Herreros, Sefrin, Pe. Gisley, Ir. Solange Ferro...

Fazer a memória histórica dos compromissos assumidos pela Rede nesses 21 anos possibilita rever suas fragilidades e reafirmar sua identidade da Rede Brasileira. A Rede Brasileira é uma articulação que crê na juventude e opta por um modelo de Igreja e de evangelização comprometida com os/as jovens e empobrecidos/as e, por isto, organiza seus esforços para sustentar e apoiar as organizações que tem os/as jovens como protagonistas de sua ação, trabalhando as dimensões e os processos de uma formação integral.

O grupo também celebrou a Eucaristia, reavivando a espiritualidade do cuidado consigo, com a juventude, com os/as pobres, com a Igreja e com um mundo novo.

O Encontro está sendo acolhido na sede da Trilha Cidadã, que fica no Centro de Espiritualidade Padre Arturo. A coordenação está sob responsabilidade do Instituto Pastoral da Juventude Leste 2, atual coordenador da Rede e do Instituto Pastoral da Juventude RS. O Encontro conta ainda com a assessoria de Lourival Rodrigues (Casa da Juventude) e Raquel Pulita. (Centros Marista de Juventude).

O Encontro da Rede vai até quinta-feira. Acompanhe as notícias do Encontro e saiba mais sobre a Rede Brasileira em www.redejuventude.org.br




Comments